10/12/2009 12:36

MENSAGEM NATALINA.

 

            Caros companheiros

            Digníssimas Famílias

            Prezados Convidados

 

            Mais um ano se finda.

            O G.V.A.I.P. Se congratula com todos os amigos inativos, pensionistas, familiares e prezados convidados, nesta data maravilhosa em que os homens se confraternizam e festejam o aniversário de Nascimento de Cristo.

            Na noite de 25 de dezembro, os sinos de Belém soavam anunciando o nascimento do menino Jesus de Nazaré.

            De lá pra cá todos os cristãos da face da terra festejam o nascimento e louvam o mensageiro de Deus Pai e protetor de toda a humanidade.

            O G.V.A.I.P., seus membros, familiares e amigos também compartilham deste momento matizado de harmonia e felicidades.

            Alegra-se da mesma forma em saber que ao findar mais uma meta de trabalho relevante que foi o de se solidarizar com as pessoas aflitas e desoladas, de se doar no momento em que essas o procuraram, requisitaram a nossa presença para lhes ajudar em situação iminente.

            A parceria que companheiros nossos tem formado conosco nesta caminhada, só tem feito bem.

            Bem porque é uma forma de reconhecer, valorizar e prestigiar o nosso trabalho despretensioso.

            Por outro lado isso nos ajuda a aperfeiçoar no fortalecimento das relações de fraternidade e amor, nos ajuda a fazer cada vez mais amigos, compreender e dissimular as diferenças entre as pessoas.

            O balanço que o G.V.A.I.P faz ao findar as atividades deste ano de 2009, é altamente positivo. Queríamos muito mais, mas já nos contentamos com este índice.

            Difícil contentar e ainda não nos contentamos é com a incompreensão das pessoas individualistas, com a mediocridade, com a falta de amor e com o egoísmo.

             Outro fator que este grupo também não está contente e que não é positivo, é o significativo número de baixas por falecimento de companheiros nossos, ativos e inativos neste ano de 2009. Por outro lado se conforma, pois nada acontece nesta vida, que não seja pela vontade soberana daquele cujo filho unigênito é o aniversariante destes próximo 25 de dezembro.

            Tudo isto se justifica, porque nós aqui não somos eternos. Nossa vida é transitória, mas a vontade de vencer em cristo, esta deve ser eterna.

            Já nós somos passageiros, só Deus é eterno. Fazendo plágio ao poeta, dizia ele:           “Tudo, exceto Deus é perecível e efêmero”, por isso somos conformados com a sua vontade.

            Sigamos em frente com fé e com a esperança de um Natal venturoso e de um próximo Ano Novo cheio de promessas de conquistas e realizações.

            Só isto pra nós basta.

            FELIZ NATAL.

            Autor: Odonel Daris de Carvalho – Cap QOBM/Adm/Ref.

 

—————

Voltar


Desenvolvido por Leandro Borges de Rezende - lbrezende@gmail.com

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!